AMOR-EXIGENTE Abril/2017 {revistae PRINCÍPIO VALORIZADOR

Colaboração: Claudio Nero Lugo

Suplente Regional Porto Alegre/RS

 

4º PRINCÍPIO – Pais e filhos não são iguais

 

Nem pessoas melhores nem piores: apenas temos papéis e funções, com deveres e direitos diferentes.

 

Numa hora estamos diante de nossos filhos, noutras com nosso cônjuge, colegas, empregado, patrão, cliente, amigo, vizinho, etc. Devemos nos posicionar adequadamente, respeitando o momento, os direitos e deveres de cada um, orientados pela ética, moral, amor, respeito e harmonia. Nossa vida deve ser pautada pela coerência, firmeza, justiça, boa fé, bons propósitos, honestidade e dedicação.

 

A educação familiar tem que ser voltada para a formação integral do ser humano. Isso inclui o bom caráter, os valores do bem e noções sobre direitos e deveres, ensinar a cuidar do corpo e da alma.

 

Amar nossos filhos não é desculpa para aceitarmos seus comportamentos rudes, sem nenhuma consideração por nós e pelos outros. Ajudemos nossos educandos a aprender isso, tendo a nós como seus maiores exemplos. Vamos avaliar real e constantemente se cada etapa do nosso dia tem sido cumprida sem distorções. Por exemplo: exercemos nosso papel de pais, ou são nossos filhos que “mandam” na casa? Temos que pedir licença a eles para fazer algo ou são eles que nos pedem autorização para fazer algo? Discutimos abertamente com nosso cônjuge o que é melhor para a família ou para o casal, ou nos deixamos levar pelo outro, vivendo insatisfeitos conosco mesmos e com o tipo de vida que levamos?

 

As mudanças têm que ser gradativas, mas devem produzir seus efeitos. O fracasso não vem por acaso. Fracasso ou sucesso é uma questão de maus ou bons hábitos. Fracassamos porque não temos a coragem de avaliar, planejar e discutir, no grupo de apoio e em casa, as mudanças que precisamos fazer.

 

 

1ª. SEMANA / Princípio com enfoque EU

. Dos papéis que eu exerço quais os 5 mais importantes, qual minha autoridade e responsabilidade em cada um?

. Em que aspectos devo me corrigir considerando meus deveres e direitos?

. O que vem ocorrendo, me incomodando e que não tenho força para mudar?

. Tenho tido coragem de educar, de orientar, a quem me cabe?

 

 

2ª. SEMANA / Princípio com enfoque EU e o OUTRO

. Meus familiares enxergam seus papéis, direitos e limites reais?

. Vivo demais para os outros, sem receber o reconhecimento que eles devem ter por mim, o que deixarei de fazer desde já?

. De quais comportamentos irresponsáveis eles passarão a arcar sozinhos as consequências?

 

 

3ª. SEMANA / Princípio com enfoque EU e a SOCIEDADE

. Cite dois casos de papéis mal cumpridos na sociedade que lhe desrespeitam e lhe prejudicam.

. O que você pode fazer para que membros da sociedade ao seu redor cumpram seus papéis? Transforme em meta.

. Cite dois exemplos negativos de mau desempenho de papéis existentes na sociedade para trabalhar a prevenção deles com seus educandos. Transforme em meta.

 

 

4ª. SEMANA / Rever nossos princípios ÉTICOS:

Respeitar e cumprir as regras dos grupos sociais onde vive e atua. No Movimento Amor-Exigente, cumprir o estatuto e o regimento a FEAE.

 

. As instituições podem sobreviver sem regras, sem orientação?

. Uma equipe pode realizar um trabalho com eficiência e sucesso sem que os papéis dos membros estejam claramente defendidos?

. Com meus comportamentos eu tenho dignificado o “meu nome” e o do “Amor-Exigente”?

. Tenho seguido a metodologia da FEAE, atualizado o cadastro do grupo, a estatística mensal de frequência e pago a contribuição financeira à FEAE?

 

ESPIRITUALIDADE

 

Honrar pai e mãe, além de mostrar respeito, é um ato de amor e gratidão. Em criança, significa obedecer aos pais. Em adulto, é ouvir e respeitar os conselhos dos pais. Quando os pais estão idosos, é cuidar deles e ajudá-los por gratidão.

 

Nas sagradas escrituras encontramos diversas passagens sobre isso.

 

Êxodo 20:12 – “Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor o teu Deus, te dá”.

 

Efésios 6:1-4 – “Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo. ‘Honra teu pai e tua mãe’, este é o primeiro mandamento com promessa – ‘para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra’. Pais, não irritem seus filhos, antes criem-nos segundo a instrução e o conselho do Senhor”.

 

Levítico 19:32 – “Levantem-se na presença dos idosos, honrem os anciãos, temam o seu Deus. Eu sou o Senhor”.

 

Provérbios 4:1 – “Ouçam, meus filhos, a instrução de um pai; estejam atentos e obterão discernimento”.

 

2 – Timóteo 3:1-3 – “Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis. Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios, sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores e sem domínio próprio, cruéis e inimigos do bem”.

 

1 – Timóteo 5:8 – “Se alguém não cuida de seus parentes, e especialmente dos de sua própria família, negou a fé e é pior que um descrente”.

 

 

Este encarte especial é parte integrante da REVISTAE, publicação mensal da FEAC – Federação de Amor Exigente

Jornalista Responsável: Patrícia Medeiros (MTB 0066511/SP) / Projeto Gráfico: Biancheti Propaganda

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s